Réveillon de Porto Alegre terá fogos sem estampido

Na segunda-feira, 31, a partir das 19h, Porto Alegre vai receber 2019 com música e queima de fogos de artifícios na Orla Moacyr Scliar.
Uma das atrações mais esperada do Réveillon de Porto Alegre é a queima de fogos – que terá duração de 10 minutos. “Serão utilizados fogos sem estampido, que produzem efeitos de luzes e cores. Não serão empregados elementos que produzem barulho, embora haja algum tipo de ruído na projeção e na abertura”, explica Leandro Orça, responsável pela pirotecnia. O espetáculo vai utilizar 1,5 tonelada e será executado pelo grupo Vision Show, empresa responsável pelos shows pirotécnicos mais imponentes do Brasil, incluindo a queima de fogos do Réveillon de Copacabana, no Rio de Janeiro. 

Movimento contra os fogos gerou projetos de lei em todo o Brasil

Perigos e consequências dos fogos para os animais

Fugas: perdidos eles podem ser atropelados ou mesmo provocar acidentes.
Mortes: enforcando-se na própria coleira, quando não conseguem rompê-la para fugir, ou mesmo ao tentarem passar por vãos pequenos ou aprisionamento indesejado em lugares de difícil acesso na tentativa de se protegerem; atirando-se de janelas; atravessando portas de vidro; batendo a cabeça contra paredes ou grades; afogamento em piscinas.
Ferimentos: quando atingido ou quando abocanham rojão achando que é algum objeto para brincar.
Traumas emocionais: resultam em mudanças de temperamento para agressividade.
Ataques: contra os próprios tutores e outras pessoas.
Brigas: com outros animais com os quais convivem, inclusive.
Mutilações: em razão do desespero de fugir atravessando grades e portões.
Convulsões (ataques epileptiformes) e paradas cardiorrespiratórias.
Morte e alteração do ciclo reprodutor dos animais da fauna silvestre.


O truque do pano está se disseminando nas redes sociais.

Recomendações
– Acomode os animais dentro de casa, em lugar onde possam se sentir em segurança, com iluminação suave e se possível um rádio ligado com música.
– Feche portas e janelas para evitar fugas e acidentes fatais.
– Para abafar o som, coloque cobertores pesados ou mesmo um colchão sobre portas e janelas. Forre o chão com cobertor e cubra o bichinho com um edredom.
– Forneça alimentos leves, pois distúrbios digestivos provocados pelo pânico podem matar (torção de estômago, por exemplo).
– Alguns veterinários aconselham sedar os animais no caso de não poder colocá-los para dentro de casa e o uso de tampões de algodão nos ouvidos – que podem ser colocados minutos antes e tirados logo após os fogos.

Cuidados com os cães

Se possível, não deixe muitos cães juntos, pois, excitados pelo barulho, podem brigar até a morte.
Antes da queima de fogos, leve seu animal para perto da TV ou de um aparelho de som e aumente aos poucos o volume de tal forma que ele se distraia e se acostume com um som alto. Assim, não ficará tão assustado com o barulho intenso e inesperado dos fogos.
Truque do pano
O truque do pano está se disseminando nas redes sociais. A técnica consiste em atar o cachorro com um pano para que ele se sinta mais seguro e consiga enfrentar barulhos que lhe causam pavor.
“A ideia é fazer com que o animal se sinta ‘abraçado’. Recomendo que o dono do animal procure um veterinário para receber orientação de como colocar a faixa. Há alguns casos em que a técnica pode ser perigosa, como, por exemplo, se o animal tiver problema no coração. Por isso, o veterinário deve avaliar cada caso e detectar se a técnica pode ser utilizada”, recomenda a veterinária Ana Lucia.


Escolha um quarto da casa que tenha uma cama e um armário e prepare para ser o quarto dos gatos no revellion.

Cuidados com os gatos

Escolha um quarto da casa que tenha uma cama e um armário e prepare para ser o quarto dos gatos no revellion. Feche os gatos neste quarto a partir dos primeiros rojões e deixe-os lá. Deixá-los soltos aumenta o medo, a correria e o desespero, e eles acabam se enfiando em lugares como embaixo da máquina de lavar e da geladeira.
Para quem mora em casa, com gatos que tem acesso à rua, recolha os gatos antes do pôr-do-sol e feche-os da mesma maneira. Na rua é mais perigoso, pois, quando se assustarem, podem se perder. Além disso, podem ser alvo de maus-tratos.
Providencie toquinhas para o gato se esconder, pode ser colocando cobertores ou edredon dentro dos armários, embaixo e em cima da cama.
Água, comida e caixinha de areia devem ficar distribuídos estrategicamente pelo quarto, sempre encostados na parede, para que não sejam derrubados.


Em 2012, pelo segundo ano consecutivo, a cidade de Beebe, nos Estados Unidos, vivenciou a morte de dezenas de aves da espécie pássaro-preto-da-asa-vermelha (Agelaius phoeniceus) nos primeiros dias do ano novo.

Cuidados com as aves
Cubra as gaiolas de pássaros e cheque cercados de cabras, galinhas etc.

Florais de Bach (Terapeuta Martha Follain)
Calmantes naturais também apresentam resultado bastante eficiente para os animais que se assustam com os fogos. As essências abaixo, combinadas, funcionam bem tanto para cães quanto para gatos: rescue + mimulus + aspen + rock rose + cherry plum.
Mande fazer em qualquer farmácia de manipulação ou homeopática (sem álcool nem glicerina).
Dosagem: 
– Para aves pequenas: 2 gotas da fórmula, 4 vezes ao dia, pode ser colocada no bebedouro; 
– Para aves médias: 4 gotas da fórmula, 4 vezes ao dia, pode ser colocada no bebedouro; 
– Para cães de pequeno e médio porte e gatos: 4 gotas da fórmula, 4 vezes ao dia, diretamente na boquinha; 
– Para cães de grande porte e gigantes: 6 gotas, 4 vezes ao dia, diretamente na boquinha de seu amigão; 
– Para cavalos ou animais de grande porte: 30 gotas, 4 vezes ao dia, no bebedouro.
– Informe-se sobre florais em farmácias ou compre direto em sites, como esse: BioFlorais.

Gelcira Teles, com edição de informações: PMPA; Fala Bicho; PEA, Renad, Catraca Livre, Clarissa Niciporciukas. Imagens: PMPA, Feliciano Filho, Catraca Livre, Internet


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *