Serviço de saúde animal pode ser ampliado por PPP

A Unidade de Saúde Animal Victória (Usav) pode ter os serviços ampliados a partir da doação de R$ 100 mil por mês do Grupo Grendene, que patrocinou a construção da estrutura e a compra de equipamentos. A Secretaria Municipal de Parcerias Estratégicas estuda modelo jurídico para viabilizar a Parceria Público Privada (PPP), que deve atingir a cifra anual de cerca de R$ 1,2 milhão. O valor corresponde a um aumento de 20% do orçamento de R$ 5 milhões da Coordenação de Direitos Animais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Smams). A informação foi dada na manhã desta terça-feira (3/4), durante visita de vereadores da Comissão de Saúde e Meio Ambiente (Cosmam) à Usav, situada no Bairro Lomba do Pinheiro.

A expectativa da coordenadora da Unidade, Viviane Diogo, é de que os recursos sejam usados para contratar mais profissionais, melhorar a estrutura de albergagem e ampliar o atendimento, possibilitando a realização de um maior número de castrações e também de internações – estas atualmente não ocorrem. Também estão em andamento tratativas para estabelecer parcerias com universidades. “Estamos buscando estas parcerias com as instituições de ensino e empresas que tenham o interesse de contribuir com a causa animal como forma de qualificar os serviços. Já há alguns modelos de PPPs sendo estudados para viabilizar estas parcerias.”

O presidente da Cosmam, vereador Cassio Trogildo (PTB), destacou que a Usav funciona com recursos próprios do Município e defendeu as PPPs como forma de ampliar os serviços. “O Município passa por dificuldades financeiras. Para ter internações, é necessário contratar mais três veterinários, o que deve gerar um custo de cerca de R$ 500 mil por ano. Então, a busca de novos recursos deve ser incessante. A partir de parcerias, como a da Grendene, o Executivo busca colocar em funcionamento toda esta estrutura, a fim de que a Unidade passe a ser chamada de Hospital Veterinário Victória.”

A Usav também tem capacidade para albergar 110 cachorros e gatos. Foto: Tonico Alvares

Atendimento

Atualmente, a Usav realiza, por mês, 440 atendimentos clínicos, 300 castrações e 40 cirurgias não eletivas. A Unidade atende apenas animais de rua, comunitários, de protetores cadastrados e cujos tutores integrem programas sociais do governo federal, como o Bolsa-família. Os tutores devem residir em Porto Alegre e apresentar comprovante de residência.

Desde a última segunda-feira (2/4), não é mais necessário pré-agendar as consultas clínicas. A regra continua valendo para as castrações. Conforme Viviane, o fim do pré-agendamento de consultas decorre do grande número de faltas. “Uma média de 40% dos atendimentos não ocorre em função do não-comparecimento. A partir de agora, estamos distribuindo 20 fichas por dia, sempre a partir das 13 horas, para atendimento clínico, que vai das 13h30min às 16h30min, de segunda-feira a sexta-feira.” Na parte da manhã, a Usav realiza apenas os procedimentos cirúrgicos.

A Usav também tem capacidade para albergar 110 cachorros e gatos. Atualmente, há 100 animais albergados e em condições de serem doados (castrados, vermifugados, vacinados e microchipados). Os interessados em adotar cães e gatos devem comparecer à Usav das 8h30min às 11h30min e das 13h30min às 16h30min, de segunda-feira a sexta-feira, portando comprovante de endereço e documento de identidade.

Também participaram da visita os vereadores Aldacir Oliboni (PT) e José Freitas (PRB), a vereadora suplente Lourdes Sprenger (PMDB) e a deputada estadual Regina Becker (REDE).

Fonte: CMPA – Texto: Cibele Carneiro / Edição: Claudete Barcellos / Foto: Tonico Alvares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *